terça-feira, 16 de julho de 2013

Perigo na diagonal aberta

Caros colegas,
No fragmento de partida que mostramos logo em seguida, veremos o perigo que existe ao avançarmos o Peão f2, quando jogamos de brancas.
Ao abrirmos a diagonal g1-a6, nosso adversário pode ameaçar nosso Rei colocando um de seus Bispos nesta diagonal.
E, como no presente caso, se este Bispo trabalhar em conjunto com sua Dama, o resultado pode ser devastador para as brancas. 
O tema tático que se apresenta no exercício é a cravada absoluta.
Vamos ver tudo isso?
 
 
Posição inicial de nosso estudo.
Jogam as pretas.
 
 
Notem que, apesar do Bispo branco de g2 ameaçar a Torre preta de a8, o grande problema que as brancas têm que resolver é a cravada absoluta que seu Bispo de e3 leva do Bispo preto de c5.
 
 
1._______,Qh6
 
 
As pretas reforçam a pressão sobre o Bispo branco de e3 cravado.
Vejam que, se agora o Bispo branco capturar o Bispo preto de c5, as brancas perdem sua Dama (d2).
 
 
2.Kh1
Descravando o seu Bispo de e3.
 
 
2._______,Bxe3
 
 
Notem que, se o Rei branco ainda estivesse em g1, as brancas teriam sofrido, agora, um garfo de Bispo.
 
 
3.Qd5
 
 
3._______,Be6
 
 
4.Qxb5
 
 
4._______,Bf2
E as brancas abandonaram a partida neste ponto.
 
 
Notem que o Bispo preto de f2 ameaça a Torre branca de e1 e o Peão branco de g3.
Caso as brancas salvem sua Torre, o Bispo preto capturará o Peão de g3, pois o outro Peão branco presente na posição (o de h2), está cravado pela Dama preta (em h6).
E o mate não demorará muito para acontecer, não é mesmo?

Nenhum comentário: