quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Dupla na quarta

Caros colegas,
Uma dica sobre tática:
Na posição mostrada abaixo, as pretas acabaram de jogar Nc6.
Você, como jogador de brancas, neste momento, o que faria?
 
 
Talvez um Bb5 ou, quem sabe, uma captura imediata do Cavalo preto de c6?
Na sua opinião, como as brancas devem desenvolver a sua posição?
Dicas:
Bb5, na posição mostrada pelo diagrama, não seria um bom lance, pois as pretas poderiam se defender facilmente jogando Bd7.
A captura do Cavalo preto de c6 também não tem nada de produtivo, pois as pretas iriam jogar bxc6, reforçando seu centro.
Qual seria, então, o melhor lance para a posição?
O lance mais indicado seria jogar f4.
Taticamente, é extremamente importante se conseguir manter dois Peões juntos na quarta linha, sempre que isso seja possível, claro!
Esse posicionamento de Peões permite-nos controlar grande espaço do tabuleiro, não só à frente, como também na retaguarda dos Peões.
Dois Peões juntos na quarta linha podem funcionar como pivôs, permitindo a movimentação de peças em torno deles.
Você não precisa mover, necessariamente, estes Peões, pois eles desempenham uma importante função onde eles estão.
Vejamos como ficaria:
 
 
Como podemos observar, o lance indicado também melhora a posição da Torre de f1 e fornece, ao jogador de brancas, um plano para o meio jogo: as brancas irão atacar através da ala do Rei.
Tente sempre iniciar um ataque pela ala do tabuleiro onde você estiver dominando mais espaço.
Depois de conseguir dominar  maior espaço em um determinado setor do tabuleiro (ala do Rei, ala da Dama ou centro), mova suas peças para essa região e planeje um ataque por aí.
Essa idéia parece óbvia, mas é muito importante.
Pense no seguinte: como acumular vantagens quando você estiver em meio a uma partida?
Isso deve ser feito com o maior cuidado mas, na prática, a maioria dos jogadores não têm paciência para isso.
Lembre-se: esse é um conselho muito sólido e não deve ser esquecido.
Olhando cuidadosamente para a segunda posição, você poderia questionar:
E quanto à debilidade da casa f2?
Eu diria o seguinte sobre isso:
Essa não será uma debilidade tão importante se não for devidamente explorada por seu adversário.
Uma máxima do xadrez diz: "O seu Rei é tão fraco quanto a capacidade do seu adversário em atacá-lo."
 
 

Nenhum comentário: