sexta-feira, 25 de março de 2011

Duas cravadas absolutas

Caros colegas,
Uma produção da Oficina de Xadrez do blog http://xadrezdomeujeito.blogspot.com/
As cravadas sempre são verdadeiras "pedras no sapato" para o jogador que as toma.
Principalmente se a cravada for a do tipo absoluta, ou seja, é justamente o Rei que está por trás da peça cravada.
Imaginem, então, o que deve ser tomar logo duas cravadas absolutas juntas!
É para se abandonar de imediato a partida, não acham?
Vejam só o que aconteceu com o jogador de pretas na partida que transcremos a seguir:
 
 
Posição após 1._____,Qf6
Jogam as brancas.
Não fosse pelo Peão a mais das brancas, poderíamos dizer que esta partida estaria absolutamente equilibrada.
Com dois Peões isolados na mesma coluna (b) e com as ações principais se desenvolvendo no centro e na ala do Rei.
Mas, deste momento em diante, as coisas irão mudar!
 
 
2.Qb3
As brancas aplicam a primeira cravada absoluta.
A vítima é a Torre de f7.
 
 
2._____,Ne5
 
 
3.Ne6
 
 
3._____,Re8
 
 
4.Rd8
Agora, a segunda cravada absoluta.
As duas Torres pretas estão cravadas!
Prováveis continuações aqui, seriam:
4._____,Rxd8 ; 5.Rxd8+,Rf8 ; 6.Rxf8+,Qxf8 ; 7.Nxf8,Kxf8 ; 8.Qe6
ou
4._____,Rfe7 ; 5.Nc7+,Qf7 ; 6.Qxf7+,Kxf7 ; 7.Nxe8,Rxe8 ; 8.Rxe8,Kxe8 ; 9.Rd5
Ambas com total superioridade branca.
As pretas, entretanto, não continuaram a partida, preferindo abandoná-la!
 
 

Nenhum comentário: